Gordura no Fígado

gordura no figado

O acúmulo de gordura no fígado é uma doença hepática, também conhecida como esteatose hepática, caracterizada por excesso de gordura dentro das células do fígado, uma glândula localizada no lado direito do abdômen onde circula uma grande quantidade de sangue.

Nosso fígado normalmente tem pequenas quantidades de gordura, o que representa cerca de 10% do seu peso. Quando a porcentagem de gordura excede esse valor, estamos enfrentando um fígado que está acumulando gordura.

A doença é séria porque o fígado tem mais de 500 funções que são fundamentais para o nosso corpo. E o aumento da gordura nos hepatócitos pode causar inflamação que pode progredir para condições severas de hepatite gordurosa, cirrose hepática e até câncer.

Nesses casos, o fígado não só cresce em tamanho, ele perde a cor vermelha escura e fica de aspecto amarelado.

gordura no fígado alimentos proibidos

O fator mais preocupante é que a esteatose hepática é uma condição muito comum, que também se manifesta na infância e afeta as mulheres mais freqüentemente.

Para lhe dar uma ideia, estima-se que 30% da população sofra do problema, e aproximadamente metade dos casos pode progredir para formas mais graves da doença.

Gordura no Fígado É Perigoso?

Comecemos por esclarecer que a esteatose hepática é uma doença benigna. No entanto, se não for tratada corretamente, pode resultar em condições de longo prazo mais graves.

No nosso fígado estão armazenados ácidos gordurosos e triglicerídeos, o que torna este órgão vital para o nosso corpo ficar doente. Ele “colapsa”, de modo que já não é capaz de desempenhar suas funções de metabolização e depuração de substâncias tóxicas com a mesma eficácia que antes.

Também é importante saber que, quando há um excesso de gordura no fígado, o órgão sofre pequenas feridas constantes, que tentam reparar. Aparecem algumas cicatrizes, pequenas lesões permanentes que são conhecidas como cirrose.

Em casos leves de esteatose hepática, a doença é assintomática (sem sintomas), com evolução lenta e gradual.

Sintomas que aparecem quando a doença torna-se complicada

Inicialmente, as queixas mais comuns são:

  • de dor,
  • cansaço,
  • fraqueza,
  • perda de apetite e
  • aumento do fígado.

Em casos mais avançados de gordura hepática, caracterizados por inflamação e fibrose que resultam em insuficiência hepática, os sintomas mais freqüentes são:

  • acumulação anormal de fluido dentro da cavidade abdominal,
  • confusão mental,
  • sangramento,
  • contagem de plaquetas,
  • aranhas vasculares,
  • icterícia ( cor amarelada da pele e olhos).

Outros sintomas são:

  • boca seca,
  • dor abdominal na região superior direita e
  • sensação de indisposição após uma refeição rica em gorduras.

Todos estes são sinais de que seu fígado não está funcionando bem. Fique ligado!

Se gostou do artigo➡ curta ⬅ nossa fanpage e compartilhe com seus amigos!

Voltar a Página Inicial

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (698 votes, average: 4,90 out of 5)

Loading...

 

 

Deixe uma resposta